Nota sobre o rompimento da Barragem do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais.

50570747_2134259346638534_3687059961386369024_n

 

A Associação de Pesquisadores e Estudantes em Coimbra vem, por meio desta nota, expressar profundo lamento pelas perdas humanas e ambientais causadas pelo rompimento da Barragem do Feijão em Brumadinho, Minas Gerais, ocorrido na sexta-feira, 25 de janeiro de 2019.
Nossa consternação é ainda maior considerando que este incidente ocorre apenas 3 anos após o rompimento de uma barragem similar em Mariana, também em Minas Gerais. O desastre de Mariana foi o maior do tipo na história da mineração e o maior desastre ambiental da história do Brasil.
Esperamos que, desta vez, as autoridades ajam com rigor que a situação exige. Mas, acima de tudo, que os cidadãos brasileiros cobrem das autoridades medidas efetivas que impeçam que a tragédia se repita e, cumprindo enfim com suas obrigações, responsabilizem exemplarmente a Vale, empresa causadora dessa desgraça.
Às vítimas e famílias, nossa solidariedade desde Portugal.